Borboletas



Nós nunca paramos pra pensar no nosso corpo,é o nosso corpo,esse que nos sustenta, que sofre com o tempo,sentimentos e muitas outras circunstâncias.  Ontem tive uma pequena revelação,tive uma outra visão de como enxergar  tudo que mora dentro de mim,meus defeitos, manias e as borboletas, principalmente as minhas borboletas.
Elas não aparecem apenas quando estamos apaixonados, também aparecem em momentos de tensão,medo,quando se está vulnerável ou prestes a enfrentar uma platéia.

Entendi que tudo faz parte desse processo chamado vida. Algumas crianças aprendem de forma correta como lidar com certas coisas, outras aprendem apenas na fase ''adulta'', e normalmente aprendemos das maneiras mais difíceis. É tudo questão de consciência e se aceitar você do jeitinho que é,claro que algumas coisas precisam ser moldadas até que desapareçam de vez.
É comum sermos imperfeitos, não se julgue por isso,as coisas vão acabar se ajeitando,e é claro que isso depende de você,apenas de você. Ninguém pode mudar o jeito como se vê,esse é um processo singular entre você e você mesmo.
Respeite suas fases,aceite mudanças, apesar do medo que essa palavrinha causa...acredite ela é necessária.

Não sou perfeita e nem vou ser, apenas estou tentando entender minha cabeça,meu corpo e meus membros,pra assim, saber oque fica, oque sai,oque deve ser moldado e oque devo destruir. Sou humana, tenho medos, sonhos,manias,desfeitos(muitos),sou contida(principalmente quando devo me expressar). 
Essas coisas ainda fazem parte de mim, porém,as encaro de uma outra forma agora, e entendo que tudo isso faz parte do meu ser, e que com o tempo vou aprender a domar as minhas borboletas, até que sejam completamente comandadas por mim.


6 comentários:

  1. Ótimo texto. Às vezes parece que não vamos conseguir vencer os nossos medos, mas temos que aprender que se não podemos vence-los, podemos, pelo menos, aprender a viver com os mesmos.
    Seguindo, segue de volta?
    the-paradiise.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Leandro, fico feliz com suas palavras. Claro,vou dar uma passada no seu blog.

      Excluir
  2. Acho que sem esses traços, você deixa de ser você ;)
    Não digo melhorar, isso a gente tem que estar sempre fazendo, mas não apague de você o que existe de melhor, o que existe de único. As pessoas gostam da gente pelo que somos e não por quem podemos ser!

    Identidade Aleatória
    Facebook
    Era outra Vez Amor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey doce Andressa, concordo com você,e obrigada pelo carinho.
      Não sabia que estava escrevendo no Era uma vez amor, fico feliz por você.
      Um beijo.

      Excluir
  3. Ótimo texto, Hadassa. Ás vezes é tão difícil da gente se entender não é mesmo? E isso é tudo tão conturbado ás vezes, tão difícil. Conviver com mudanças não é nada fácil e nunca vai ser. Mas de qualquer forma, elas são necessárias.
    Adorei o post.
    Beijooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Patriny *-* claro nunca é fácil,mas com o tempo tudo se ajeita.
      Obrigada belo carinho,um beijo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...