As teorias de Summer: Queridas borboletas

Vanilla Sky

Preciso confessar algo,existem coisas que gosto de compartilhar com o mundo e outras nem tanto,talvez por não me sentir a vontade ou por achar que são bobagens. As vezes falo de coisas como se soubesse muito sobre a vida,mas na verdade eu sei pouquíssimo ,pois quando estou encontrando algumas respostas,as perguntas se multiplicam e talvez seja esse o grande ciclo da vida não é? sempre tentar encontras as respostas,principalmente dentro de você mesmo.

Sempre achei bonito viver com leveza,e esse é com certeza algo que busco a cada dia,sempre me disseram que precisamos tirar os entulhos que acumulamos dentro de nós,e já arranquei alguns bocados. Já deixei a grama crescer dentro de mim, e algumas plantas sufocarem as minhas margaridas,mas arranjei forças e limpei meu jardim,restando apenas algumas borboletas. 

E é aí que se encontra o meu pequeno problema,as borboletas são inofensivas,mas com o tempo você acaba se tornando dependentes dela, e nada disso é saudável. Minhas borboletas sempre me fizeram companhia quando encontrava alguém que eu gostava,antes de apresentar algum trabalho,antes de enfrentar algo sozinha e essas sensações são perfeitamente normais. Mas quando você deixa de correr certos riscos por medo,com certeza é um sinal de que está cuidando muito mal de suas preciosas borboletas.
Juro que não sou uma pessoa ruim,mas tenho as aprisionado ,sendo assim estou em dívida. Elas foram feitas para ser livres, mas eu também,nós somos seres independentes e feitas para voar,mas eu me pergunto quando foi que eu fiquei com medo do céu e de sentir a brisa gelada em meu rosto.
 Sempre me disseram''Cuide bem de suas borboletas'',mas eu esqueci disso tudo e acabei me escondendo atrás delas. 

Hoje vocês estão presenciando algo muito difícil,estou as deixando ir,e só ficam as que forem realmente necessárias,eu não posso continuar acumulando borboletas dentro de mim e me privando de viver a vida como se deve. Elas estão felizes agora,pois nunca quiseram me tornar prisioneira delas,mesmo eu me oferecendo de boa vontade,quem diria que borboletas poderiam pesar tanto não é?!
Não é fácil abrir mão de algo quando ela já era parte de sua rotina,mas posso dizer que hoje,elas apenas me causam cócegas agora. Não quero viver com medo,e eu preciso encontrar respostas pra muitas de minhas perguntas,e com certeza não será fácil,mas uma coisa que minhas queridas borboletas me ensinaram,é nunca ter medo de voar,algumas coisas irão tentar te aprisionar,mas a sua natureza sempre falará mais alto e se for corajoso e não desistir,encontra o céu e será muito bonito,leve e libertador.


6 comentários:

  1. Amei o texto, ele me inspirou ♥
    Beijos!

    http://www.depoisdesonhar.com/

    ResponderExcluir
  2. Adorei o seu texto, metamorfose!
    Borboleta é o símbolo maior da mudança mesmo

    Beijo
    http://vestidasdeluz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz em saber disso,obrigada <3

      Excluir
  3. Hadassa fiquei impressionada com seu texto, tem muita sabedoria e inspiracao.
    Parabéns pelo seu trabalho. bjs
    http://nemmeninanemmulher.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fico tão feliz em ler isso,pois significa muito pra mim. Obrigada pelo carinho,de verdade!. Um beijo.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...