O início da relação entre a Tomorrowland e o Brasil.

Até quem não gosta de música eletrônica ficou no mínimo curioso com um evento famoso internacionalmente realizado pela primeira vez no Brasil, a Tomorrowland. A festa começou no dia primeiro de maio e terminou no dia 3, trazendo os principais e melhores DJs de todos os continentes. Foram mais de 170 atrações espalhadas em 7 palcos para o público aproveitar.
Os palcos do festival foram separados por uma espécie de residência e selos de peso mostrando o que há de mais quente e inovador nas vertentes da música eletrônica. No total foram 18 projetos, da festa da Revealed, do selo do top dj holandês Hardwell, à noite deep mais famosa do momento, a Dynamic, até mesmo DJ Marky & Friends para os amantes de d’n’b.
Os 180 mil ingressos se esgotaram em menos de 3 horas, quase um ano antes da realização do evento. O Tomorrowland foi criado há 10 anos na Bélgica e acontece na cidade de Boom. No primeiro lote, os ingressos custavam R$ 299 (um dia) ou R$ 699 (passaporte para três dias). Mais de 60 mil pessoas compareceram em cada um dos dias. O primeiro tema da festa na América do Sul foi o magnífico Book of Wisdom, mesmo tema realizado na Bélgica em 2012.
Aqueles compraram pacote de ingressos para os três dias se tornaram cidadãos de Dreamville, o camping do Tomorrowland e desfrutaram de 5 dias vivendo em uma comunidade internacional, dentro de 1.200.000 metros quadrados de campos verdes, palcos surpreendentes, comida gourmet e o mais incrível line-up.
À noite, os palcos contaram um show de dança dos fogos de artifício, que eram lançados na mesma batida da música, em várias cores, tipos e ritmos. O livro mágico contava com um telão gigante, onde os DJs e participantes apareceram através das câmeras distribuídas pelo festival e escreveram a história de uma festa incrível.
Para aqueles que não puderam participar do evento, ficou a dúvida: a Tomorrowland cumpriu a expectativa esperada? Realizada no Parque Maeda, em Itu, a festa foi uma das mais esperadas não só desse ano, mas em muitos anos da história do Brasil, que foi o primeiro país da América do Sul a receber o evento.


O ingresso mais barato custou cerca de R$ 299,00 o dia (entrada inteira). Para consumir dentro do evento, as pessoas tiveram que comprar tokens, já que não era permitido entrar com nenhum tipo de alimento dentro do evento, exceto para os cidadãos Dreamville que podiam levar produtos para o espaço “dormitório”, mas ainda assim não podiam entrar na pista com eles.
Cada token (moeda oficial da Tomorrowland) custava cerca de R$5,55 e com um token você conseguia comprar uma água. Um lanche de hambúrguer, queijo e bacon (que parece ser esses pré-prontos, de assar no microondas) custava 6 tokens, ou seja aproximadamente R$ 33,50. As bebidas alcoólicas eram ainda mais caras, um copo de chopp pequeno não saia por menos de onze reais, a vódka R$ 25,00. Além disso, era preciso comprar pelo menos 9 tokens por vez, no valor de R$ 50,00.
Mas ainda assim, quem participou do evento diz que valeu cada centavo. Isso porque os DJs mais famosos do mundo participaram do evento e tocaram as músicas eletrônicas ao vivo, de acordo com a emoção do público. A decoração da festa foi capaz de transportar cada pessoa para um mundo mágico, cheio de cores, de energia, com livros gigantes, cogumelos, anjos, bandeiras, uma infinidade de detalhes impressionante.
Os palcos e conceitos temáticos ganham vida, as explorações musicais e experiências são criadas simultaneamente. A beleza natural do Parque Maeda, em Itu e sua hospitalidade casaram perfeitamente com o tema da festa. Várias emissoras de TV, jornais, de rádio e internet de todo o mundo participaram da cobertura do evento. 
Para informações sobre pousadas em Itu acesse (aqui)


2 comentários:

  1. É um sonho ir nesse festival, na minha opinião achei fraco no Brasil.
    Gostei do seu post, beijos ♥

    http://www.garotonostalgico.com/

    ResponderExcluir
  2. De fato,acho que não teve tanta repercussão como deveria masssssssss...
    Que bom que gostou do post,um beijo.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...